ENFOCANDO NA INFO QUANDO ACONTECE

Quebra na safra mundial de grãos preocupa a ONU

Do Correio do Brasil

Por Redação, com agências internacionais – de Roma

A safra de trigo deste ano promete ser uma das melhores da década

ONU evita fazer previsões sobre a safra mundial de trigo deste ano

Os preços do milho, trigo e outros grãos podem aumentar ainda mais e as atuais condições climáticas são uma preocupação, disse um economista da agência de alimentos da Organização das Nações Unidas (ONU) depois da alta recorde no índice de preços de alimentos em dezembro.

– Estamos preocupados, o motivo real da preocupação é a imprevisibilidade. Ainda existe espaço para que os preços aumentem ainda mais, se por exemplo as condições de pouca chuva na Argentina tenderem a uma seca, e se começarmos a ter problemas com uma onda de frio no hemisfério norte que prejudique a safra de trigo – disse o economista da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) Abdolreza Abbassian, em entrevista à agência inglesa de notícias Reuters, nesta quarta-feira.

Ondas de frio podem prejudicar safras semeadas, geralmente no outono, que poderiam ser colhidas no ano seguinte. Abbassian acrescentou que, apesar dos altos preços, muitos fatores que provocaram os protestos de 2007/08, tais como a produção fraca nos países pobres e uma alta repentina nos preços de petróleo, não estão presentes atualmente, reduzindo o risco de maior instabilidade.

Produção brasileira

No Brasil, porém, a safra de grãos de verão e inverno 2009/2010 atingiu o volume de 32,6 milhões de toneladas e o Paraná reconquistou o primeiro lugar do ranking nacional da produção agrícola. O resultado foi um dos melhores dos últimos quatro anos, beneficiado exatamente pelas boas condições climáticas que, no restante do mundo, têm causado dor de cabeça aos produtores. Nas exportações do agronegócio, o Estado também se destacou este ano, subindo do quarto para o segundo lugar no ranking nacional, com um uma receita de US$ 9,1 bilhões referente ao volume exportado no período janeiro a novembro deste ano.

Em 2010 houve também redução dos custos de produção com a queda dos principais insumos utilizados na agricultura como adubos e fertilizantes. Para o secretário da Agricultura e do Abastecimento do Paraná, Erikson Camargo Chandoha, mais importante que a recuperação da produção de grãos foi a recuperação dos preços pagos ao produtor.

– Assumimos novamente a liderança de grãos no país, mas o que deve ser mais comemorado são os preços praticados pelo mercado, principalmente a partir do segundo semestre, quando o produtor passou a ser melhor remunerado pelo seu trabalho – ressalta Chandoha.

O Secretário apontou a recuperação do preço do milho, que estava sendo vendido abaixo do preço mínimo durante o primeiro semestre do ano. Outros produtos importantes como soja, carnes bovina e suína, leite e derivados e também o feijão tiveram uma recuperação importante nos preços este ano, durante a safra, o que é uma situação inédita.

A Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (Seab) está reivindicando junto ao Governo federal uma política para o trigo, que contemple o reajuste do preço mínimo do grão, o apoio e disponibilização de instrumentos de garantia de preços e de comercialização através do Prêmio de Escoamento da Produção (PEP) e ainda a busca de salvaguardas contra as importações de trigo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: