ENFOCANDO NA INFO QUANDO ACONTECE

Gaddafi chama adversários de ratos e Sarkozy de ‘palhaço’

Do Correio do Brasil

Por Redação, com agências internacionais – de Trípoli

Ao completar um mês de confronto com a oposição, o presidente da Líbia, Muammar Gaddafi, chamou os adversários políticos de  “ratos” e disse que o Ocidente quer “roubar” o petróleo líbio. As afirmações foram feitas durante discurso para simpatizantes, em Trípoli, a capital líbia, ainda sob poder do governo. As informações são da agência portuguesa de notíciasLusa.

Mais cedo, um dos filhos de Gaddafi, Salif al Islam, avaliou a situação bélica da região. Ele declarou que as forças de apoio ao ditador já retomaram a area proxima a Benghazi.

– Tudo vai acabar em mais 48 horas – previu.

‘Palhaço’

Sobre a zona de exclusão aérea, planejada pela Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), al Islam se mantém cético e diz que “as operações militares terminaram e qualquer decisao a ser tomada, será tarde demais”.

Sobre o presidente francês, Nicolas Sarkozy, al Islam foi ainda mais longe:

– É um palhaço. Ele sabe muito bem que a sua campanha eleitoral foi financiada com dinheiro libio – acusa.

Gaddafi negou que em 30 dias de confrontos entre forças leais ao governo e oposição cerca de mil pessoas tenham morrido, como afirmam as organizações não governamentais. No poder há quase 42 anos, o ditador líbio insiste em manter-se no comando, apesar das pressões internas e externas.

O líbio demonstra ignorar que a comunidade internacional discuta uma intervenção militar no país ou a imposição de uma zona de exclusão aérea. Para Gaddafi, há um conluio para tirá-lo do poder em decorrência dos poços de petróleo existentes na Líbia.

Paralelamente, os governos da França, da Inglaterra e da Alemanha tentam negociar um acordo no Conselho de Segurança das Nações Unidas em busca de consenso para aprovar uma ação mais efetiva na Líbia. O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Antonio Patriota, afirmou que o governo brasileiro apoia apenas o que for aprovado no conselho.

Gaddafi e sua família estão com os bens congelados, por ordem da comunidade internacional. O Tribunal Penal Internacional, em Haia, na Holanda, investiga o presidente líbio em decorrência de denúncias de crimes contra a humanidade, como torturas e assassinatos, entre outros.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: